Técnicos da Itaipu Identificam Nova Espécie de Peixe no Canal da Piracema

Nova Espécie de Peixe

Uma nova espécie de peixe – um bagre conhecido como cangati e que leva o nome científico de Trachelyopterus sp. – foi identificada nas águas do Canal da Piracema por técnicos da Divisão de Reservatório da Itaipu (MARR.CD). Com a identificação, o número de espécies computadas no local aumentou para 155 (e deverá aumentar ainda mais, pois outras três descobertas deverão ser confirmadas em breve).

A coleta do peixe ocorreu na semana de 8 a 11 de agosto, seguindo um monitoramento da ictiofauna que teve início em 2004. Juntamente com o bagre, foi encontrado também um pequeno cascudo (Otocinclus vittatus), que atesta a qualidade ambiental do canal construído para a passagem de peixes migratórios, conectando o Rio Paraná, abaixo da barragem, com o reservatório da Itaipu. “Essa espécie não ultrapassa os 4 centímetros de comprimento e vive às margens da vegetação. Quando existe contaminação da água, esse cascudinho está entre as primeiras espécies a desaparecerem”, explica André Luiz Watanabe, da MARR.CD.

Segundo ele, o conhecimento sobre a biodiversidade e as condições ambientais do Canal têm aumentado graças ao emprego de técnicas de captura mais eficientes. “Utilizamos a pesca elétrica, que atordoa e permite a captura de peixes pequenos, como é o caso desse cascudinho, que não poderia ser obtido com uma rede, por exemplo”, afirma Watanabe.

A identificação dos peixes é feita pelo taxonomista José Francisco Pezzi, da PUC-RS. O processo é conhecido como taxonomia clássica: são apuradas as características morfológicas do peixe como números de escamas, de dentes e formato das nadadeiras, o que permite afirmar qual a espécie em questão.

Fonte: Itaipu Binacional

Todos os direitos reservados Ecopesca